15/04/2018

Rampage - Fora de Controle (Rampage - 2018)

            Alguém se lembra deste jogo? Eu estou na categoria do nem por isso mas nem é difícil de entender. Temos um gorila, um crocodilo e um coiote de tamanho gigante a destruir prédios, com Dwayne Johnson lá no meio, por isso há tudo para correr bem.
            Bem, como dizer isto?... O filme é parvo mas mesmo muito parvo! E o melhor é que isso não é um ponto negativo! Se não estavam à espera disso ao ver o trailer, então a culpa é só vossa. O modo como a transformação acontece até é convincente que chegue, cuja origem provém de um agente patogénico a ser trabalhado no espaço. A partir daí, tudo acontece mais ao menos como se está à espera.
Vamos começar pelo negativo, que foram os vilões. São do tipo mais cartonesco possível e tomam decisões que não fazem sentido nenhum, só queremos que não desperdicem mais tempo de ecrã. Outra coisa é a química entre Dwayne Johnson e Naomie Harris, praticamente inexistente. Mas, por outro lado, a relação de Johnson com o seu gorila George é mais credível e divertida.
Mas vamos ao que interessa: a ação. Aí não vamos ficar desapontados. Todo o terceiro ato envolve a destruição da cidade de Chicago por estas três criaturas. A sua caracterização até tem efeitos muito bons e o modo como a ação é decorrida está bem retratada, sem nunca nos perdermos no que está a acontecer.
Bem, o marketing aqui não nos enganou; não esperem o próximo vencedor dos Óscares mas sim quase duas horas bem passadas. Além disso, este é bem capaz de ser dos melhores filmes baseados num videojogo (o que também não é difícil).


Sem comentários:

Enviar um comentário