22/09/2017

It (2017)



                Este tem sido, sem sombra de dúvida, um dos filmes de terror mais aguardados dos últimos tempos. E também por bons motivos, cada novo trailer parecia antever um grande serão passado na sala de cinema. Quanto à minha “preparação de pré-filme”, li o livro de Stephen King que o filme está a adaptar mas a mini-série dos anos 90 passou-me ao lado, por isso, em termos de comparação, vou só referir a obra literária.
                Um grupo de amigos, que estão sempre a ser atormentados por bullies, vão ter de se juntar para derrotar um demónio que muda de forma.
                Se, à primeira vista, estamos perante um filme de terror, tal não é a essência de “It – A Coisa”. Este pondera mais sobre a união e crescimento dos elementos do grupo, com alguns elementos de terror à mistura. E nisso o filme é muito bem-sucedido. Todos os elementos do grupo dos “falhados” estão bem representados e com personalidades bastante diferentes mas sempre a par com a obra de origem: desde o brincalhão Richie, ao mais assustado Stanley, até ao corajoso Bill.
                Mas claro que o que se quer ver é Pennywise, o Palhaço Dançarino. E, numa altura em que se usa cada vez mais efeitos digitais para este tipo de personagem, foi bom ver uma “simples” caraterização, onde apenas a presença da personagem é terrorífica que chegue. Muito disso deve-se a grande prestação de Bill Skarsgård e aquele sorriso que consegue fazer, que funciona tanto para aliciar as suas vítimas, como para, logo de seguida, as devorar! As várias formas que a Coisa utiliza para atormentar as suas presas também estão bem interessantes e fiéis ao livro de King (pelo menos, a grande maioria delas). Não só de susto se vale o filme, também toda a atmosfera tensa serve para criar um grande cenário.
                Ver o grupo de jovens que já é atormentado por outras crianças a ter de se unir para defrontar este mal maligno que assombra a cidade de Derry é o grande forte do filme, que não é só um grande filme de terror, como um dos grandes filmes deste ano.


Sem comentários:

Enviar um comentário