19/10/2016

Águas Perigosas (The Shallows - 2016)




                Para ser um verão imperdível temos de ter um filme de tubarões, e nada desses “Sharknado” e afins, mas sim um filme em condições, claro que pode ser um pouco campy, mas nada de exageros, porque também não vão conseguir superar “Jaws”, mas podem pelo menos tentar.
                Nancy está toda contente a surfar numa praia isolada, mas a diversão acaba quando é atacada por um tubarão branco, obrigando-a a ficar num rochedo e a sobreviver.
                Será que “Água Perigosas” é para ser levado mais a sério ou algo mais divertido para acompanhar com umas boas pipocas? Um pouco dos dois. Há uma sensação constante de tensão sobre o que vai acontecer à protagonista e se ela vai conseguir sobreviver, o que é uma mais-valia do filme. Só que manter esta tensão permanente, às vezes, não é recompensador, porque apresenta várias situações que são simplesmente fruto de muito, muito azar.
                 Blake Lively, embora não tenha um desempenho extraordinário, serve bem para o que o papel pede. Os efeitos do tubarão também estão engraçados, não são da melhor qualidade do mundo, mas também não são maus o suficiente para pensarmos automaticamente que estamos perante algo que foi criado num computador.
                “Águas Perigosas” é um filme que, mesmo não sendo nada de especial, deve agradar ao público de filmes de tubarões.
               

Sem comentários:

Enviar um comentário