10/08/2019

Velocidade Furiosa - Hobbs & Shaw (Fast & Furious Presents: Hobbs & Shaw - 2019)

Embora o terceiro capítulo já o seja na sua essência, parece que temos o primeiro spin-off desta saga com Dwayne “The Rock” Johnson e Jason Statham como protagonistas. Logo nos trailers viu-se o estilo que iríamos ter aqui, ação elevada ao extremo, muita adrenalina e algumas doses de comédia.
            Quando um vilão, melhorado ciberneticamente, ameaça o mundo, o duo improvável de Luke Hobbs e Deckard Shaw têm de se juntar para o parar.
            Se ainda alguém estava à espera que este franchise fosse sobre carros, não esteve muito atento aos filmes anteriores. Basicamente, as leis da física não existem e, se por acaso, um dos elementos cair de um prédio logo se levantar como se nada fosse, não fiquem admirados. Se tiverem isso em mente, e não se importarem com uma história um pouco amealhada em cima do joelho, então vão se divertir muito. Pelo menos foi isso que me aconteceu.
             Se gostaram da troca de insultos entre os dois protagonistas no filme anterior, então aqui está a triplicar. E, embora seja engraçado no início, passado um pouco já chegava a ser cansativo, mesmo com algumas piadas muito bem feitas. Ao menos o novo elemento, representado por Vanessa Kirby, conseguiu equilibrar a mistura explosiva de personalidades. 
              Idris Elba é um vilão intimidador, mas no final, está só lá para dar uns socos, uns tiros, umas boas piadas e usar uma mota toda high tech. Mas, ao menos, serviu para introduzir uma sociedade secreta que pode ser explorada em futuros filmes.
              Dwayne Johnson e Jason Statham conseguem trazer tudo aquilo que estamos à espera num blockbuster de verão, vindo da saga “Velocidade Furiosa”. Além de que tem uns cameos muito engraçados e algumas cenas pós-créditos.

Sem comentários:

Enviar um comentário